sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Sectetário de Educação se exonera por problemas na justiça

Arthur Correa não é mais Secretário de Educação
(Foto: Divulgação Diário Popular)

O Diário Popular On line de ontem e a edição impressa de hoje, (dia 4), dão conta de que Arthur Corrêa se exonerou da Prefeitura em consequência de problemas com a justiça. Leiam a íntegra da matéria publicada no Diário Popular:



"Arthur Corrêa (PTB) não é mais o secretário de Educação do governo Fetter Júnior (PP). O petebista solicitou a exoneração na tarde desta quinta-feira (3) alegando problemas pessoais. Corrêa responde a processos por denúncias do período em que administrou a prefeitura de Santa Vitória do Palmar. A cedência de servidores como possível ato de perseguição política apontado pelo Ministério Público (MP) levou à condenação, em primeira instância, o ex-prefeito com previsão de pagamento de cerca de R$ 44 mil e a perda dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos. O processo encontra-se em análise no Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O ex-prefeito disse considerar seu tempo na Secretaria de Educação (SME) uma boa experiência. “Pedi a exoneração porque não quero causar constrangimento ao prefeito por causa da confiança depositada em mim. Respondo a processo antigo do tempo em que estive na prefeitura de Santa Vitória e posso perder os direitos políticos. Não tem reversão”, explicou Corrêa.
A sentença proferida em 2007 relata os apontamentos do MP: “O réu cedeu servidores, colocando-os em desvio de função e, posteriormente, em 1999, pôs estes e outros em disponibilidade, tendo como motivação a perseguição política, e não o interesse público. O Ministério Público alegou que o réu causou prejuízo ao erário, para satisfazer interesse pessoal, de cunho político partidário, pois manteve o pagamento, proporcional ao tempo de serviço, dos servidores colocados em disponibilidade”.
Fetter informou que de certa forma a saída de Corrêa precipitou as mudanças que deverão ocorrer com a reforma administrativa. Interinamente assume o cargo de secretário da SME o diretor do Departamento de Administração Geral da pasta, Sérgio Mattos, há dois anos na função. “Fomos pegos de surpresa com o pedido de exoneração do Arthur Corrêa e a solução interina foi convidar um profissional que conhece o cotidiano da SME para administrá-la, até a conclusão da reforma administrativa”, explicou Fetter."



Nenhum comentário: