quarta-feira, 31 de março de 2010

Dia da Mentira? Dia do Romualdo.

João Simões Lopes Neto, autor dos Casos do Romualdo

O Blog da EMEF João da Silva Silveira recebeu do Instituto João Simões Lopes Neto o seguinte convite:

Dia da Mentira? Dia do Romualdo
"Teremos um primeiro de abril diferente neste 2010. O tradicional dia da mentira, evitado por tantos para a realização de eventos ou mesmo para o registro de fatos históricos (lembram 1964?) passa a ser comemorado pelos apreciadores da obra de João Simões Lopes Neto, que associam a data aos "Casos do Romualdo", publicados originalmente no antigo Correio Mercantil, posteriormente reunidos e publicados pela Editora Globo, tendo o Mentiroso Romualdo como narrador. Neste ano, as comemorações terão seu ponto alto com a conferência do professor João Luis Ourique, da UFPel , doutor em literatura, que às 20 horas, no Auditório Carlos Reverbel, do Instituto João Simões Lopes Neto, falará sobre Os Casos do Romualdo, enfocando os trabalhos de pesquisa nos jornais originais do Correio Mercantil, na oportunidade também será lançado o CD com a digitalização dos Casos do Romualdo e da Artinha de Leitura.
O Instituto João Simões Lopes Neto pretende que o dia 1° de abril seja doravante comemorado em exemplo do Bloomsday, alusivo ao personagem Leopold Bloom do livro Ulysses de James Joyce, festejado todo dia 16 de junho.
Segundo Henrique Pires, presidente do Instituto, a idéia é dedicar esse dia ao Romualdo, difundindo contos como O Papagaio, Entre Bugios, Cobertozinho de Mostardas, onde o herói simoneano mostra sua criatividade, inventando situações engraçadas e inverossímeis. Toda a programação é aberta ao público e com entrada franca.
Já temos uma rua com nome de personagem (Rua Blau Nunes, no bairro Areal) uma estátua em homenagem a outro (Negrinho do Pastoreio, de Vasco Prado, na avenida Bento Gonçalves), uma rua João Simões Lopes Neto (no bairro Fragata). Falta o Dia do Romualdo, ou melhor, faltava, diz Pires."

Programação do Dia do Romualdo 1° de Abril

10 Horas: Abertura, no quisoque Nelson Nobre ( Pelotas Memória, calçadão da rua XV de novembro.) Até as 18 horas, alunos do curso de comunicação social /comunicação comunitária e cidadania : (Bruno Schuch, Carolina Silveira, Daiane Madruga,Diego Braga, Kelly Crespo ,Luiza Wierner, Rossane Vargas e Tiago Lopes.) contarão os "Casos do Romualdo ", ao vivo e em gravação,com fone de ouvido (" Projeto Literatura em Aúdio") 14 horas: Exposição João Simões Lopes Neto, Vida e Obra (painéis, sede do Instituto , Rua Dom Pedro II , 810 - Pelotas)16 horas: Chegada do Romualdo no cavalo Gemada no Instituto ( Entrará pelo pátio , Rua Dom Pedro II 810, Pelotas)

16horas e 20 min: Pequeno recital de Milongas, com gaita ponto , por Guilherme Firpo .17 horas ás 19 horas e 30 min: Projeção de filmes (João Simões Lopes Neto, Entre o Real e o Imaginário).20 horas: Palestra com o professor Dr. João Luis Pereira Ourique : " Eis o Homem -Os Casos do Romualdo "( Lançamento do CD com digitalização dos originais).

O Instituto João Simões Lopes Neto tem o apoio das empresas amigas: Caixa Econômica Federal , Théo Bonow, Livraria Vanguarda. O projeto cultural deste ano contará com a parceria do Arroz Emoções e do BRDE."
.

2 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado pela divulgação,espero todos no Instituto.Quem não puder comparecer,procure ler e contar para alguém um "Caso do Romualdo".Vale a pena!Henrique Pires

EMEF João da Silva disse...

Valeu, Henrique! O comentário de um homem da cultura como tu é sempre muito importante para nós!